sexta-feira, 21 de agosto de 2009

Felicidade é o saldo

Hoje acordei com muita vontade de escrever. Não que eu não tenha essa vontade diária, que eu tenho, mas hoje decidi que escrever aqui seria uma prioridade do dia.

Estava estressada esses últimos tempos, tensa, cheia de preocupações. De TPM. E pensando, como que eu posso ser feliz para sempre, se estou essa pilha de nervos? Porque eu sempre achei que existia feliz para sempre.
Ai, hoje, tive que passar no caixa eletrônico do banco e me vieram duas opções. Saldo ou extrato. Tirei o extrato, mas fiquei pensando.
A vida é o extrato. Felicidade é o saldo.
E eu fiquei pensando nisso. Será que a gente precisa mesmo se ater a todos os débitos? Será que precisa ficar revendo tudo o que saiu da nossa conta de alegria? De contentamento? Ou será que o que interessa é só o que está lá, na conta, disponível, agora?
Acho que, às vezes, pode ser necessário (ainda que doloroso) ver o extrato: na conta corrente de nosso "todo dia" haverá sempre pequenos (grandes ou médios) aborrecimentos e haverá sempre pequenas (grandes ou médias) alegrias e satisfações, compensando umas e outras é bom que se tenha felicidade no fim, mas é importante saber por onde estão escoando nossos créditos. Ou, ainda, porque estamos com tão poucos créditos recentemente...vai saber...
É importante também aprender: do mesmo jeito que uma bolsa não valia o seu salário do mês, aquela briga quando sua irmã pegou seu sapato não poderia ter gerado uma tristeza tão grande.
Só que, hoje, estou mais interessada no saldo. E mesmo que entre no cheque especial, recorrendo a quem quer que possa me emprestar um pouquinho, mesmo que alguém vá me cobrar juros e correção monetária (e se tem uma coisa que é bom devolver com juros e correção monetária, é alegria), mesmo que eu tenha que parcelar essa felicidade em quatro vezes com juros, eu quero ser feliz, no saldo de todo dia, até que esse todo dia seja o meu para sempre.

15 comentários:

Micheline matos disse...

adoro seus textos, quando seu livro estará nas livrarias?beijos,Micheline

disse...

Laurinha, AMEI o seu post! Amei de verdade! Concordo plenamente e peço licença porque vou mandá-lo (com os devidos créditos, óbvio) por email pra umas pessoas queridas que estão precisando pensar um pouquinho nisso que você disse, pois apesar de concordar que saber o "extrato" é fundamental, tem gente que esquece que o "saldo"tá positivo, de tanto que se preocupa em verificar os débitos....
beijo!

Ana disse...

Saldo positivo! Ueba! E vc é parte (muito grande) disso!

Ana disse...

Saldo positivo! Ueba! E vc é parte (muito grande) disso!

karla disse...

Olá Laura!

Estava com saudades dos seus posts. Adorei extratos e saldos, é assim mesmo: "a vida como ela é".

Beijos,

Renatinha disse...

Nossa! perfeito!
a vida é tão curta não é mesmo? acho q viver um pouquinho um conto de fadas nos faz é bem!!!
rsrsrs

Pétala disse...

Laura, descobri essa pérola de blog através do blog Carambolas azuis. Estou lendo agora os posts anteriores, pra recuperar o tempo perdido, kkkkk

Acho que o importante no fim das contas, é não ficar com saldo de alegria muito baixo. Ou no vermelho. Aí, nem adianta olhar mais o extrato, a não ser que seja pra aprender como se faz, e não repetir no futuro.

Beijos e pétalas.

Lígia disse...

Gostei, Laura. E fiquei pensando mesmo em extrato/saldo. Dá uma teoria, sabia? Parabéns! Foi espontâneo e certeiro!

Belle disse...

Felicidade não tem valor!!
é mto bom senti-la!!!
Bjos

Walkyria Suleiman disse...

Laura, Laura, não sei se choro ou se sorrio. Difícil esta matemática da vida, né? Mas damos conta.

*****Aninha***** disse...

Que bom que seus posts voltaram!!!! Tava com saudade do que vc escreve!!!!
Espero que vc vá ao nosso encontro de blogueiras de BH! Ia ser um prazer te conhecer!!!!

bjaoooo

JUJUbildes disse...

Uma linda comparação!
Parabéns!! No final é só isso mesmo o que importa: ser feliz!
Beijos!

wcastanheira disse...

Mto bom, vc me fez pensar e...pensar é ótimo, nos faz escrever, fui ao meu blog e escrevi para alguém ler, um bjo, valeu, vem e ...seque-me, te espero lá.

wcastanheira disse...

Mto bom vc me fez pensar e...pensar me faz escrever, fui ao blog e postei, vem e segue-me, espero vc por lá, bjossss

Nina Fiuza disse...

Ha! Adorei!