segunda-feira, 26 de outubro de 2009

O caso do vestido

Quando entrei no colégio onde estudei dos 5 aos 18 anos, fiz aniversário e minha mãe me deixou convidar duas amigas. Escolhi a Cacá e a Isabel.

O tempo se passou. Tivemos fases muito próximas e muito distantes, mas é certo que hoje, 23 anos depois, com toda certeza, daria um jeito de minha mãe ampliar essa lista, porque tenho outras amigas imprescindíveis, mas a Cacá e a Isabel, continuam sendo minhas "amigas de janela", amigas que, independentemente de quanto o bonde já tenha andado, sempre terão a cadeira cativa na janelinha...


********************************************************************************


Quando decidi casar, foi meio às pressas, porque o marido passou num mestrado fora e ficamos naquele dilema básico: casamos ou terminamos, tinha pressa. Já era abril e, em princípio a mudança estava prevista pra julho. O casamento tinha que ser logo.

E logo começamos os preparativos. Comecei, então, a sonhar voando, enquanto saia visitando buffets, espaços de festas, marcava curso de noivos, olhava vestidos.

Acreditem ou não, me virei em 5, sem parar de trabalhar (em horário integral, em faltar nem um diazinho sequer) e, dois meses depois, estava entrando na igreja. Dois meses e oito dias, contados desde o noivado, que calhou de ser em 1o de abril.

O curto tempo foi ótimo para uma pessoa ansiosa (como eu) que quer tudo para anteontem. Por um lado, eu queria que tudo fosse à altura do meu sonho. Inclusive o vestido.

Eu, que sou uma pessoa que gosta bastante de se expressar por escrito, já disse mais de uma vez aqui neste blog que as atitudes, assim como alguns olhares, valem mais que mil palavras. E foi quando a Cacá, uma amiga das melhores, sobre quem já falei aqui no blog e cujo casamento foi um dos que sonhei mais intensamente, simplesmente porque ela aceitou dividir o sonho comigo, me ofereceu o vestido dela para casar.

Como todas vocês devem saber, o vestido do casamento não é assim, uma camiseta branca. É o vestido do casamento. E emprestar um vestido de casamento, é um presente. Dos grandes.

Some-se a isso o fato de a Cacá ter sido uma das noivas mais lindas que eu já vi, porque ela é a lindeza em pessoa. Fiquei sem palavras (o que é raro).

E tentada. Não havia nem começado a procurar quando decidi ir dar uma olhadinha. Pensei: "experimentar não ofende" e lá fui. O vestido fechou, como se fosse meu. Não precisava dar bainha, não precisava apertar, não precisava...NADA. Estava certinho, limpinho, e era um vestido de conto de fadas. Aliás, era um sapatinho de cristal, em forma de vestido. E a Cacá, que já era madrinha eleita, fez as vezes de fada madrinha, para transformar minha abóbora em carruagem.

E olha que eu já tinha pego o buquê dela, no casamento!!!


Confesso que algumas pessoas resistiram à ideia de eu me casar com o vestido dela ("mas vocês são tão amigas! As pessoas vão notar!", "mas um vestido EMPRESTADO?", foram algumas coisas que ouvi), e eu mesma achei que devia experimentar outros modelos. Busquei referências, fui em várias lojas bacanas, mas nada chegava nem perto. Porque eu já tinha achado o vestido perfeito e era tão perfeito, que ficava até dificil acreditar.

E ai, resolvi deixar de bobagem, e aceitar o maior presente que eu estava ganhando ali: um gesto que vale muito mais que todas as palavras que estou escrevendo hoje, ganhei a autorização e a possibilidade de ser uma noiva realmente linda, como minha amiga havia sido.

Porque o vestido que eu usei não teve preço, como não têm preço as coisas que realmente importam na vida.

E hoje, que é o aniversário da Cacá, eu estou emprestando o que tenho de mais precioso para dar os parabéns.

Cacá, receba minhas palavras, meu carinho, minha gratidão e o meu blog que, hoje, e sempre que vc quiser, será TODO seu!


Com muito amor,

sua amiga de janela e da vida inteira,

Laura




PS: A minha viagem com o marido está atrasada, mas vai sair...vou contando!

9 comentários:

Camila disse...

Amore, amei demais o meu post! Fiquei super emocionada...mesmo! Te amo muito muito! Foi uma honra enorme dividir com você algo tão especial quanto o vestido de noiva que hoje não é mais meu e sim NOSSO!E isto assim como nossa amizade, carinho e cumplicidade são eternos!
Muito obrigada mais uma vez!!!
Beijão, Cacá

Alice Mânica disse...

Tava supercuriosa pra saber a história do vestido. Mas jamais imaginei que ela seria tão especial e linda. A Cacá é amiga pra ter assento especial na janelinha da primeira classe, com tapete vermelho e tudo!!!
Parabéns às duas, que ficaram belíssimas com o vestido!

VejaBlog - Seleção dos Melhores Blogs/Sites do Brasil! - disse...

VejaBlog
Seleção dos Melhores Blogs/Sites do Brasil!
http://www.vejablog.com.br

Parabéns pelo seu Blog!!!

Você está fazendo parte da maior e melhor
seleção de Blogs/Sites do País!!!
- Só Sites e Blogs Premiados -
Selecionado pela nossa equipe, você está agora entre
os melhores e mais prestigiados Blogs/Sites do Brasil!

O seu link encontra-se no item: Blog

http://www.vejablog.com.br/blog

- Os links encontram-se rigorosamente
em ordem alfabética -

Pegue nosso selo em:
http://www.vejablog.com.br/selo


Um forte abraço,
Dário Dutra

http://www.vejablog.com.br
....................................................................

karla disse...

Nossa ... Laura !!! Uffaaa ...

Bom escrevo agora não só pra Laura, mas também pra Cacá.
Entrei agora a tarde pra comentar o post anterior que li durante a madrugada e não consegui parar de pensar nele e agora vejo esta história que não é só mais uma história mas uma lição de vida.
Afinal todas nós temos nossas amigas que na verdade se tornam no decorrer da vida, mais do nossas amigas, confidentes, suporte, passam ser a nossa familia por opção,a família que escolhemos.Porém nem sempre vemos amigas com tamanho amor a ponto de ser tão desprendidas de todos os conceitos e pré-conceitos de maneira que nos seja possível dividir sonhos.
O que vcs fizeram foi isto, vcs dividiram sonhos, não sei se conheço alguma coisa que represente mais o sonho femino do que o vestido de noiva. Vcs dividiram a parte que é mais única e especial deste sonho, e foi mais do que especial mesmo, pq uma coisa é vc dividir o vestido pq faltou grana, não tinha condição, mas dividir o vestido de noiva, pq o vestido da amiga-irmã era o mais especial e perfeito em todos os sentido pra noiva atual. É de uma generosidade que como muito bem colocado : NÂO TEM PREÇO.

Laura já faz um tempinho que sou sua fã e agora me torno fã da Camila também, por acreditar que através desta história eu já consiga ter uma leve idéia do quanto especial ela é como pessoa e mais ainda como mulher.

Cacá, Feliz Aniversário !!!

Beijoss

Sobre o post anterior comento depois, perdi o foco. rsrss

Silvia disse...

Oi, Laura! Vi você ontem no Nectar da Serra e quase fui lá te perguntar quando o post do vestido iria para o ar, mas tive vergonha de tietar... Estava curiosa para saber a história, que, por sinal, é muito linda! Que previlégio ter amigas tão especiais!!!
Parabéns pelos textos tão emocionantes!!!!

Júlia disse...

Nossa, que história linda! Amei! Parabéns pela amizade de vcs! Isso é uma das coisas mais importantes da vida!

Camila disse...

Alice Mânica e Karla, muito obrigada pelo carinho! Beijos, Cacá

Anônimo disse...

A história do vestido contada com tanta sensibilidade, tanto desprendimento é uma das páginas mais bonitas que você já escreveu.Não é comum uma amizade assim, tão duradoura e tão sincera. Parabéns a você e à Cacá!Vocês são lindas de corpo e alma.BEIJOS!!!!!

disse...

Laurinha e Cacá,
Sem dúvidas, o presente mais lindo, a maior prova de amizade que poderia ocorrer...não poderia imaginar que a história do vestido seria tão linda assim!
Parabéns!
Eu, que já tinha achado o vestido maravilhoso, agora achei mais ainda :)
Beijos