quinta-feira, 3 de junho de 2010

Casamento Sustentável - do começo ao fim

O site que a Gabi indicou (www.ecowedding.com.br) é muito legal, com várias sugestões para o grande dia, ideal pra quem é mais engajada e quer fazer um casamento inteiramente sustentável. Também achei essa matéria sobre um casamento em Brasília (http://aprendiz.uol.com.br/content/chiheuesli.mmp. Bem legal.


Casal organiza casamento sustentável
Vivian Lobato - vivianlobato@aprendiz.org.br


Imagine um casamento no qual os noivos oferecem biscoitos integrais, sucos naturais, vinho orgânico e escondidinho de cogumelos. Para chegar ao evento, os convidados se cadastram em um site que organiza caronas. No lugar dos tradicionais convites, o comunicado da união é via e-mail com os seguintes dizeres: “traje: sensual, casual e sustentável”. Foi assim o casamento do consultor Mateus Fernandes e a designer Tereza da Silva, que aconteceu em julho deste ano, na cidade de Brasília (DF).

“Escolhemos fazer um casamento sustentável, pois fazia sentido para nós. O casamento é a celebração da união. Mas o evento é completamente insustentável. As pessoas deveriam pensar mais no que irão comer, como irão para o local, as roupas que irão usar, as bebidas, os convites”, explica Fernandes.

Uma das ações sustentáveis do casal foi selecionar alimentos orgânicos de produtores locais (até 150 km da cidade). Todos os pratos foram preparados sem ingredientes de origem animal (dieta vegetariana estrita). O cardápio valorizou a cultura e a característica regional, climática e da estação.

“Todos os produtos usados eram orgânicos e vinham de Brasília. Por exemplo, morango? Não há morango em Brasília e não estava na época. A solução foi substituir por alguma fruta do cerrado”, ressalta o consultor.

Para não gastar papel, o casal criou um site tanto para chamar os convidados, como para postar dicas de como realizar a celebração de forma sustentável.

“O segredo é escolher produtos criativos que sejam comprometidos com a causa ambiental ou social. Tivemos alguns desafios, mas se você está disposto sempre é possível contornar. As dicas não servem só para um casamento. Independente se a pessoa consiga realizar ou não um evento 100% sustentável, o mais importante é comunicar e mostrar que é possível fazer diferente”, diz o consultor.

O casamento foi organizado em um mês. O evento reuniu 60 pessoas na casa de Demétrios Christofidis, professor universitário do Centro de Desenvolvimento Sustentável, da Universidade de Brasília (UnB).

“Gastamos bastante tempo e paciência para arrumarmos possíveis soluções. Em relação às bebidas, por exemplo, foi difícil achar vinhos orgânicos brasileiros. Mas, comparando com outros casamentos, não ficou mais caro. Muito pelo contrário, foi um terço do valor. E sem dúvida, foi superimportante a colaboração das outras pessoas que acreditaram na nossa iniciativa, vendendo produtos a preços de custo, oferecendo carona etc.”.

Desafios verdes
Segundo Fernandes, um dos maiores problemas foi a carona. “As pessoas querem ir arrumadas e descomprometidas com horário para ida e volta da festa”. O casal até criou um grupo “Casamento - Tereza & Mateus”: na Coletivu. Essa rede social cria e organiza caronas, permitindo gerenciar viagens e ser alertado sempre que houver outra pessoa com destino compatível.

De acordo com o casal, a escolha do traje também foi um processo complicado, uma vez que a maioria dos tecidos é de origem animal. “O vestido da Tereza foi feito com uns cinco tecidos diferentes. Você já viu sapato masculino que não seja de couro? Mandei fazer um de pano para a celebração”, completa.

A escolha da aliança foi outro desafio para os noivos. “O ouro das jóias no Brasil não tem certificação. Arrumei uma que vinha com uma garantia da origem do ouro, mas não um certificado em si”, ressalta Fernandes.

4 comentários:

Ju Corrêa disse...

Achei o máximo! Para mim, que falo aqui da Amazônia, acho divino as pessoas estarem aos poucos caindo em si e entendendo a importância de cuidar do nosso mundo. Só ainda não consigo não consumir carne, mas ser sustentável e ser vegetariano são coisas bem diferentes.
Ser consciente é a moda mais legal de todos os tempo.

;)

Silvania Torres Damasceno disse...

Nossa, muito interessante mesmo... Sonho em fazer um casamento sustentável tb. Achei essas matérias bacanas: http://www.pontodosnoivos.com.br/recepcao/casamento-com-responsabilidade-ambiental/1.html e essa coluna da Janete: http://www.pontodosnoivos.com.br/pra-casar/casamento-carbon-free.html

Vamos nos esforçar para proteger nosso planeta, começando pelo nosso casamento! =o))

Fernanda disse...

Concordo com vc, desenvolvimento sustentavel é o futuro.. só falta todos se adaptarem

sam disse...

Algumas coisas são interessantes, mas outras não: mandou fazer um sapato, mas aposto que já tinham outro que serviria com uma boa lustrada... Além disso, o casamento é apenas um dia, será que o casal tentará seguir sustentável o resto da vida? Tomara que sim..