terça-feira, 20 de janeiro de 2009

Fitinhas


Eu sei que pra quem tem acompanhado o blog pode até parecer que eu sou supersticiosa. Não sou. Juro.


Não é que eu acredite em tudo o que tenho tentado, mas é fato que eu tento tudo que me falam ser possível. A lógica é: se não fizer bem, mal não faz também e, afinal, tentar por não tentar, prefiro ser brasileira e não desistir nunca.


Agora, aos novos fatos.


Ainda de férias, havia diversas fitinhas do Senhor do Bonfim pela pousada. Totalmente gratuitas. Totalmente espalhadas por toda parte. Praticamente me convidando a fazer os três pedidos, dar os três nozinhos e esperar até a bendita fita se desfazer de tão fininha e arrebentar. Não resisti. Fiz três pedidos, um a cada nó. Um pedido foi óbvio (pra quem já me conhece), outros dois nem tanto, mas nenhum deles pode ser contado, sob pena de - segundo a simpatia - não se realizar.


Na hora - não sei onde estava com a cabeça - achei que seria mais discreto amarrar o adereço na canela, em vez do pulso. Agora, estou eu, uma aberração de calça social e ponta de fitinha amarela aparecendo. Podia até estar charmosinho na praia, e era bom que as pessoas olhasse para a fitinha, em vez de olhar para as banhas que vinham logo acima espalhadas pelas minhas pernas/glúteos/abdomen...
Sabe aquela expressão "amarrar a melancia no pescoço"? Entao estou me sentindo a versão abaianada do ditado. Amarrar a fitinha na canela. Que idéia foi essa? Está muito feio. Não sei explicar direito, mas a primeira impressão é de que fugi com outra roupa por baixo. Parece que sou doida. Não tem jeito de ficar bom. Será que eu posso cortar a ponta da fitinha? Será que isso diminuiria a capacidade do pedido ser atendido pelo Senhor do Bonfim? Pior que isso, é que a fitinha ficou meio justa, em alguns momentos, com esse calorão, meu pé incha e estou tendo a sensação de que está formigando e vai cair em seguida.

Eu sei que engordei bastante (está ai minha calça preta reservada para momentos de extrema gordura, servindo com perfeição, que não me deixa mentir...). Só que emagrecer as canelas não é um objetivo dos mais fáceis. Até tentei no google: exercícios para afinar canela. Não achei nada específico.


E também não quero cortar a cordinha. Com 27 anos, não posso dar uma chance dessas ao azar.


Já estou antevendo. Eu de longo em todos os casamentos desse ano. De bota de cano alto assim que chegar o inverno. Chega inverno, chega inverno...


Acho que casei com a fitinha. Até que a morte (dela) nos separe...

3 comentários:

Catiluva disse...

Oie! Eu também não sou nada supersticiosa, mas andei um montão de tempo com uma pulseirinha dessas (sim, já chegaram a Moçambique)e chegou uma altura que me incomodava bastante e olha que não estava no pé (realmente a ideia não foi das melhores, hehehe)! Depois uma pessoa parece que tem medo de tirar a pulseira, senão os desejos não se realizam...é uma chatice!

bonitão créu disse...

Lave os pés com água sanitária q arrebenta mais rápido.

Bárbara Dedavid disse...

Hahah... olha que o Senhor do Bonfim vê as pessoas trapaceando, hein? Hahah!
Eu cortei as pontas excedentes da minha, e pelo que me lembro, os pedidos foram realizados sim!