quinta-feira, 29 de janeiro de 2009

Música de casamento

Eu sei (ninguém precisa me lembrar) e vocês sabem que meu estado civil atual é...encalhada.

O que não impede que eu sonhe com meu próprio casamento, e tenha minhas próprias ideias (revoltada: minhas idéias permanecerâo acentuadas, independentemente dessa reforma ortográfica. Pode mandar me prender.). Voltando às minhas próprias idéias, no que diz respeito às músicas da cerimônia, elas variam muito, dependendo da música que eu estou ouvindo na época. Sou bem volátil, desapegada de qualquer fidelidade autoral, já que em regra, acho tudo muito lindo, desde que em seu contexto.
Ontem mesmo, chamada a palpitar nas escolhas das músicas para a cerimônia de uma amiga, estava eu na casa da musicista, alheia ao papo das duas. A moça que vai tocar tem uma formação supere erudita, discorre sobre Bach, Beethoven e Schubert assim, como eu discorro sobre bolsas, sapatos e a vida dos artistas...Então, estava eu boiando no papo, mas achando lindo tudo o que ela tocava...
Quando cheguei a uma conclusão. Portanto, se você é bonitona, encalhada e sonhadora como eu, lá vão minhas dicas para músicas de cerimônia. E preste atenção: se você é bonitona, encalhada, amiga de bonitona futura ex-encalhada, pode dar as dicas pra ela também.
Seja coerente. Por mais incoerente que seja uma encalhada ter lido este texto até aqui.
Coerente lato sensu com seu gosto, seu jeito de ser, de pensar e, óbvio, com a ocasião; e coerente stricto sensu, com as outras músicas escolhidas para a cerimônia. Sabe, pode ser ridículo da minha parte, mas eu acho uma falta absoluta de propósito alguém que odeia música nacional, casar com MPB... Se você não gosta, assume e pronto. O que não significa entrar com heavy metal. E nem com uma música de axé, a menos que você seja a própria Ivete (bonitona encalhada ela também, né?)
Como eu presto muita atenção nas letras, acho que é um ponto muito relevante: não escolher uma música sem prestar atenção no que ela realmente diz. Ora, ontem por exemplo, a moça sugeriu que minha amiga saísse ao som de Carinhoso... Agora me explica como é que alguém, com um mínimo de bom senso, acaba de casar e sai da igreja com uma música que diz (comentários meus entre parênteses):
Meu coração
não sei porquê (como não sabe? casou sem saber?)
bate feliz (pelo menos isso)
quando te vêeeeeeeeeeeeeeee (bonitinho)
E os meus olhos
ficam sorrindo
e pelas ruas
vão te seguindo (meio marido maníaco-ciumento-psicopata)
mas mesmo assim
FOGES DE MIM (????????)
Nem preciso continuar, né? Seria um contra-senso...Foges de mim? Só me faltava a noiva levantar o vestido e sair, em desabalada carreira... Fora o final: vem, vem, veeeeeeeeeeeeeeem....
A coerência pode ser sutil... Não é porque você entrou ao som de "Pela luz dos olhos teus", que sua Ave-Maria tem que ser a versão "Nossa Senhora" do Roberto Carlos. Mas as coisas tem que ter um certo equilíbrio. Mas nada massacrante também.
Tudo bem que você (como eu) passou a infância querendo ser uma princesa da Disney, mas ninguém precisa eleger "Temas da Disney" como trilha sonora e pôr o noivo pra entrar com a música do Aladdin, as daminhas com When you wish upon a star, a noiva com a música da Bela e da Fera, as assinaturas com a da Pequena Sereia e todos saírem, felizes, ao som de Hakuna Matata...
Outro detalhe importante, que quase ninguém lembra, é o noivo.
Acho bacana deixar ele dar um pitaco, já vi noivo fissurado na trilogia do Poderoso Chefão entrar ao som da música tema, já vi noivo entrando com Jack Johnson, música do Fantasma da Ópera, enfim, são muitas as possibilidades, mas, nunca, jamais, em nenhuma encarnação, nem pense em deixar o moço entrar ao som do hino do clube dele... corre o risco de ser vaiado, criar polêmica, e o casamento acabar sendo inesquecível pelo motivo errado.

4 comentários:

Anônimo disse...

Gostei da idéia (também acentuada) da saída dos nubentes ao som de "Kakuna Matata, é lindo dizer..."! Bons fluídos!

bonitão créu disse...

meu primo entrou ao som do kiss (ingressos à venda em breve para shows no rio e em são paulo). o casamento durou 1 ano e meio. sorte dele. já tô na dúvida entre ac/dc e sepultura (pra prestigiar a mpb).

PatyMello disse...

Eu já escolhi...
Tô encalhada também, mas a musica do casamento eu já sei !
Cazuza - Todo Amor que Houver Nessa Vida
Pq sabe como é né, "eu quero a sorte de um amor tranquilo" !!!!!!!!!
Beijos

Danizinha disse...

Olá amiga...achei seu blog por um meríssimo acaso, e tbém faço parte do clube "bonitonas encalhadas"...rsrsrs como a maioria, já escolhi aa musiquinhas do "casório", por exemplo, a minha entrada será ao som de "Fairy tale" do Shaaman...bjos e boa sorte!!!