quarta-feira, 10 de dezembro de 2008

Aqui é onde o coração está

Estava eu, bonitona e encalhada em Fortaleza, conversando com uma amiga de Belo Horizonte que, atualmente, mora em São Paulo. Conversa vai, conversa vem, eu pergunto:
- E ai, você vai passar o reveillon aqui?
E ela:
- Vou.
De repente, percebi que estávamos ambas distraídas, falando do aqui errado:
- Aqui, em Fortaleza? - estranhei.
E ela consertou:
- Não - ela percebeu o erro - falei aqui, mas estava pensando em Belo Horizonte.
Não sei se já aconteceu com vocês, isso de confundir o referencial, e falar aqui como se fosse lá. Comigo, acontece sempre. E sempre demoro um pouquinho pra perceber que o aqui não é o aqui geográfico onde que me encontro naquele momento.
Fiquei pensando nisso, e acho que aqui é o nosso coração. É um lugar impreciso, móvel, flutuante. Aqui, onde nos localizamos, nos reconhecemos, nos sentimos em casa. Aqui é muito mais um contexto que um ponto fixo. Aqui pode ser qualquer lugar, ou lugar nenhum. Aqui é dentro da gente. Aqui, bem no meio. Aqui é onde o coração está.
Às vezes, eu paro o olhar no nada, e quem passa por mim sabe que, naquele momento, nã estou ali. Meu aqui é outro, bem distanteestamos em qualquer outro lugar. Se o coração viaja, é para estar no aqui dos sonhos, do desejo, das saudades. E se alguém estalar os dedos acordando nosso olhar parado, diremos: nossa, foi mal, eu não estava aqui. E não estava mesmo. Estava onde o coração estava. Onde os pensamentos estavam.
Voltando ao caso, estava eu, bonitona, encalhada, e cercada de (30) amigos daqui, de Belo Horizonte. Amigos de muito tempo. Muito tempo mesmo. O noivo eu conheci nos meus cinco anos (melhor falar assim do que dizer diretamente que conheço há mais de 20 anos)... Os outros, pela vida, mas assim, foram chegando, e ficando. Todos aqui, parte de mim.
Então, eu estava lá, em Fortaleza, mas disse aqui, porque me sentia aqui, já que uma das principais coisas que de Belo Horizonte o meu aqui, é ter meus amigos por perto. Aqui, dentro de mim. Estar com meus amigos faz com que qualquer lugar seja um aqui, seja seguro, seja o lugar certo, a hora certa.
Aqui é onde estou: de coração. Em Belo Horizonte, em Fortaleza. No blog.

3 comentários:

Catiluva disse...

Engraçado, eu também sinto isso. Quando estava a estudar em Portugal e falava de Moçambique, dizia sempre "aqui". As minhas amigas bem tentaram corrigir as primeiras vezes, mas depois desistiram. Sempre que eu falava em Moçambique, minha terra querida, eu dizia aqui!

Anna disse...

Oi Laura. Sou eu de novo...acabei de escrever um recado no post acima mas não tenha lido esse seu texto. Voce tem razão! Acho que me identifiquei com vc porque alem de ter alma de BE eu também nasci em BH e apesar de nunca ter morado aí. Mas passei quase todas as férias da minha vida indo no cinema do BH Shopping, tomando sorvete na São Domingos da Getulio Vargas e indo na feira no domingo (primeiro para renovar o guarda-roupa da minha barbie e depois mais velha para renovar minha coleção de brincos que sempre fizeram o maior sucesso, esteja onde estiver). Me orgulho de ser mineira apesar de nunca ter morado em Minas. E não importa onde eu esteja morando (atualmente moro no norte da Inglaterra) eu quero que meus filhos nasçam aí. Ou como vc disse AQUI! Estou indo passar mais uma vez o Natal aí...aqui...enfim em BH. E tenho certaza que irei me sentir em casa novamente. Na casa onde mora o meu coração!
Grande beijo
Anna

Julia disse...

Também tava pensando nisso, lá! Tô meio atrasada na leitura do seu blog, mas tô colocando os posts em dia! Tô cada vez mais confusa com mais aquis, SP, BH, Fortaleza. Mas isso é bom tb... Apesar de que, depois de 12 dias em BH, vejo que realmente lá é meu aqui preferido! Tenho que ligar pra sua irmã aqui pra encontrar! Qd vc vem me visitar?
Bjos