sábado, 8 de maio de 2010

O que nem sempre é visível aos olhos...

Muitas vezes, o que a gente vê não é tudo. Muitas vezes, o que é a gente vê não é nem a metade...

E, em muitas dessas vezes, o que não é visível existe mais concretamente do que tudo que enxergamos, tocamos, sentimos.

Acho que o amor é assim. Invisível a muitos olhos, mas facilmente visto, pelo coração.

Uma das maiores injustiças dos "grandes momentos da vida de uma mulher", se é que podemos chamar assim a festa de 15 anos e o casamento, é que, geralmente, a mãe faz tudo, cuida de tudo, olha os detalhes e, na hora H, no auge destes momentos, quem surge, aparece, é o pai. Assim é a valsa dos 15 anos. A valsa das formaturas. A entrada na igreja.

E assim, aos olhos de todos os outros, a mãe fica no cantinho, na primeira fila, na plateia. Mas, para todas as filhas, acredito que...ela está lá. Dentro da gente. Tão perto, tão parte, que é com a gente que ela dança aquela valsa. Se vendo no nosso lugar, sentindo exatamente o que sentimos. Torcendo, vibrando, no lugar mais vip do mundo: no coração.

E os olhos da minha mãe, em qualquer ocasião, são os que eu busco sempre. Um olhar que, quando todos os olhares estão voltados para mim, é o único que importa. Que me faz ter coragem, ir até o fim. Um olhar que me repreende às vezes, e anula todos os olhares de aprovação que não venham dela. ë o olhar da mãe que importa, que conta, no fim das contas.

Um olhar que é invisível aos olhos dos outros, que se distraem com tantas coisas visíveis. Com tantas cores, pessoas, imagens. Um olhar que olha amor. Um olhar de um amor extenso, que alcança o outro lado do mundo, do oceano e que chega com conforto, com carinho. Minha mãe olha para mim, mas, mais que isso, ela olha por mim. E faz minha vida mais feliz, como eu gostaria de poder fazer mais feliz a vida dela também. 

E hoje, mãe, queria que meu amor também atravessasse o oceano, e que você soubesse, que, no que eu posso (e muitas vezes no que eu nem sei que posso) eu vou olhar por você também.

Te amo! Muito!

Laurinha


Um comentário:

Na disse...

Texto LINDO!!!! me fez chorar!!!!